Trump pede para Congresso investigar supostas escutas ilegais de Obama

0

A Casa Branca pediu ao Congresso que examime se a administração de Barack Obama abusou de sua “autoridade investigativa” para obter vantagens durante a campanha presidencial de 2016. O requerimento foi aberto neste domingo, 5, um dia após Donald Trump acusar seu antecessor na presidência de ordenar a colocação de grampos nos telefones da Trump Tower, em Nova York. A proposta é que ele seja adicionado às investigações envolvendo a suposta interferência da Rússia na eleição do país.

A acusação foi negada pelo porta-voz de Obama ainda no sábado, 4. “Nem o presidente Obama nem nenhum funcionário da Casa Branca ordenaram espionar qualquer cidadão americano”, afirmou Kevin Lewis, em um comunicado.

Já, segundo o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou que Trump pretende que o Congresso aplique sua autoridade de supervisão para “determinar se houve abuso dos poderes de investigação do braço executivo em 2016”.  “Nem a Casa Branca, nem o presidente irão comentar mais até que tal investigação seja conduzida”, acrescentou.

No Twitter, Trump chegou a acusar o ex-presidente de aplicar práticas ligadas ao macartismo. “Eu aposto que um bom advogado poderia conduzir um grande caso diante do fato de que o presidente Obama estava grampeando meus telefones em outubro, logo antes da eleição!”, escreveu o republicano.

 

Com informações das Agências EFE e Reuters.

 

 

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário