Cervejaria faz mutirão para reformar instalações de ONG em Samambaia

0

A Cervejaria Ambev mobilizou funcionários em todo o Brasil para colocar a mão na massa e ajudar a transformar os espaços de ONGs beneficiadas pelo programa VOA, no último sábado (1º/12). No Distrito Federal, as ações de melhorias nas instalações físicas foram realizadas na ONG Casa Azul, em Samambaia. A instituição comemorou a 2ª colocação nacional pela aplicação de conhecimentos do VOA. Mais de 1.900 crianças e adolescentes foram beneficiadas com a iniciativa, que celebra o Dia Internacional do Voluntariado, comemorado em 5 de dezembro, data escolhida pelas Nações Unidas para reconhecer e incentivar o trabalho de voluntários.

“Na Ambev, temos o sonho de unir as pessoas por um mundo melhor e a Casa Azul representa exatamente isso: a união de pessoas que têm como objetivo melhorar o mundo, proporcionar novas conquistas e oportunidades para crianças e adolescentes que precisam. Queremos juntos criar um legado permanente de boas práticas que vá muito além dos nossos muros”, explica a gerente regional de Gente e Gestão, Rosiclea Souza.

MAIS SOBRE O ASSUNTO
Ambev e Senai oferecem curso de logística e administração para PNE
Provamos, em primeira mão, a Skol Hops: puro malte e lupulada
Nova cervejaria regularizada do DF começa a produzir em breve
Mais de 30 colaboradores da regional Centro Ooeste foram escalados para diversas atividades de limpeza, manutenção e organização na unidade de Samambaia da Casa Azul. Após visita técnica, a dispensa da cozinha foi definida como local prioritário. Durante a visita, foram instaladas prateleiras e os alimentos foram devidamente armazenados considerou a data de validade de cada produto de acordo com a frequência do uso.

A coordenadora da Casa Azul, Adriana Nunes, elogiou o trabalho, que considerou essencial para melhor organização e operação da instituição. “Foi um dia muito proveitoso, a equipe da Ambev é muito animada e disponível. Toda a organização do espaço de limpeza e alimentício foi feita considerando as orientações da Vigilância Sanitária. Vamos manter tudo o que foi feito, pois era um trabalho necessário”, comemora Adriana.

Os voluntários também organizaram os itens que a Casa Azul já havia recebido como doação para realizar um grande bazar neste final de ann. As peças receberam os reparos necessários, limpeza e foram catalogadas para facilitar a comercialização. O Dia do Voa possibilitou ainda a distribuição de materiais escolares doados pelos colaboradores da companhia. Entre os itens arrecadados, estão mochila, livros, cadernos, canetas e lápis.

A Casa Azul foi beneficiada pelo programa VOA, tendo participado, ao longo do ano de 2018, do grupo de 25 ONGs que acompanhou aulas em São Paulo para viabilizar projeto próprio. A Casa Azul foi selecionada em 2º lugar nacional pela aplicação do conteúdo oferecido pelo VOA ao “Sonhar para Voar”, iniciativa que visa capacitar 300 jovens da faixa etária entre 14 e 25 anos, considerando a meta de incluir 35% dos atendidos no mercado de trabalho.

Sobre a Casa Azul
A Casa Azul Felipe Augusto atua desde 1989 no combate às desigualdades sociais, oferecendo assistência a crianças, adolescentes e famílias em quatro unidades de atendimento no Distrito Federal. A instituição proporciona, no contraturno escolar, acompanhamento pedagógico, aulas de artes, teatro, música, dança, informática, além de atividades esportivas e capacitação profissional a mais de 1.900 crianças e jovens de 6 a 24 anos encaminhados pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Fonte – Metropoles

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário