Apresentadora de programa de Haddad sofre ataques e racismo

0

A jornalista, publicitária e apresentadora de TV baiana Rita Batista, que apresentou os programas na campanha de TV de Fernando Haddad, foi ameaçada nas redes sociais e vítima de racismo em comentários públicos no Instagram e mensagens privadas. Ela denunciou o crime nas redes sociais que, mais uma vez, foi praticado por simpatizantes do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

No print publicado por ela, usuários da rede social usam ofensas como “lixo”, “fedorenta”, “feia” e “pé de chinelo”. Outro, identificado como Julio Morbeck Lee, comentou em uma postagem “este tipo de bosta só podia ser esquerdista”.
Imagem mostra mensagens enviadas à jornalista 

A jornalista escreveu: “engana-se muito quem acha que a internet é uma ‘terra sem lei. Discordar, debater, ter opinião contrária é da democracia, ofender, destratar, depreciar é para mim, falta de argumento e para a lei, crime. As ameaças de toda ordem, a mim e aos meus, não me acovardam e os pedidos de desculpas no privado não me comovem. O estado democrático de direito é soberano e continuará sendo”.
Fonte: Brasil 247
Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário