Politica

Teori Zavaski dá prazo de dez dias para Cunha se defender

a14

O Presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tem dez dias para apresentar defesa a  acusação do Ministério Público. O prazo foi definido pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal Ministro Teori Zavaski
Lucas Pordeus Leon
O ministro Teori Zavaski, do Supremo Tribunal Federal, já assinou o despacho que dá um prazo de dez dias para Eduardo Cunha se defender contra acusação do Ministério Público. A informação foi confirmada nesta terça-feira (5) pela assessoria de imprensa do STF, mas o despacho foi assinado antes do recesso.

Como o presidente da Câmara ainda não foi intimado pelo Supremo, o prazo ainda não começou a contar. Além disso, os dez dias dados pelo ministro para a defesa de Cunha só começam a contar quando o Judiciário voltar do recesso, no dia primeiro de fevereiro.

A Procuradoria-Geral da República pediu, em dezembro, o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e também do mandato como deputado. Para o procurador-geral, Rodrigo Janot, Cunha teria usado o cargo para pressionar parlamentares e atrapalhar as investigações contra ele.

O ministro Teori Zavaski, que assinou o despacho com o prazo de dez dias, é o responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato.

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário