Politica

Quem matou Odeth Reutemman?

aor

 

Brasília capital do Distrito Federal  e do Brasil  conhecida mundialmente por sua arquitetura e modernidade,  tem fama também de cidade mística.  Idealizada a partir do sonho de D. Bosco, reserva espaço para templos, igrejas, sinagogas, terreiros… Todos envoltos em auras dos mistérios que lhes são peculiares.

Foi dito por alguém que no DF acontece de tudo, inclusive… Nada!  Mas é muito difícil mesmo, explicar os fatos aqui ocorridos. Por exemplo:  Recentemente durante a campanha eleitoral, diziam as pesquisas que os candidatos da preferência da maioria dos eleitores eram: Para ocupar o Palácio do Buriti, sede do governo local, José Roberto Arruda,  e para a vaga no Senado o deputado Federal José Antônio Rebufe. O primeiro, ex-governador, saiu do palácio para ocupar uma cela no complexo penitenciário da papuda. O segundo, nada pesa sobre ele, a não ser o fato de os próprios colegas  acusarem-no de  “falador” de nada  fazer de concreto, de  viver no mundo das ideias. Elegeu-se sob a bandeira do “ficha limpa”.

Quando se perguntou a população porque votaria no Arruda, apesar de todo histórico, a resposta que se tinha era: “Rouba,  mas Faz.” Este mesmo indivíduo quando perguntado porque votaria em Reguffe , respondia: “Porque é honesto”

Recusado pelo Tribunal Superior Eleitoral, sai Arruda indica um substitutto mas…O eleitor queria ele. O ex-governador da”caixa de Pandora”. Se fortalece então uma outra candidatura e ao  final,  elegeu-se governador do Distrito Federal o senador pelo PSB,  Rodrigo Rollemberg, embalado pela morte prematura em acidente aéreo de seu correligionário e candidato à presidência da república, Eduardo Campos.

Quando da campanha, Rodrigo prometeu que os administradores  das regiões administrativas que compõem o quadrilátero seriam escolhidos pelas respectivas populações.

Imediatamente após a eleição, iniciou-se um corrida pelo cargo. Quem será o administrador de tal RA? E daquela? Não faltam candidatos. Têm delas  que listaram mais de cinquenta concorrentes à indicação.

Quais os critérios para a  indicação? Não existe. Apenas um esboço:  ser morador da cidade e ser indicado pelo povo. Como? Não se sabe.

Foi noticiado que a tal eleição será só em 2016, junto com as eleições municipais, e que agora o governador os indicará levando em conta listas a ele enviadas.

E os secretários? Quem são?  Outro mistério! Em menos de 30 dias, as diversas administrações e secretarias terão que ter seus titulares, indicados ou eleitos, não se sabe,  mas e o nome? Também não se sabe.

O que mais se encontra por todo DF, são grupos reunidos, com pessoas que se dizem “na transição” e que é forte candidato a ungido por Rollemberg quando das nomeações.

Enquanto isso…  Relaxe,  de repente você pode receber um “whatsapp” com a seguinte mensagem: Você foi escolhido para assumir junto ao GDF o cargo de…

Tá na hora de comprar um terno novo para a posse. Ou não!

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário