Politica

Mourão terá que apagar novo incêndio causado por Bolsonaro

Se a falta de decoro de Jair Bolsonaro já era motivo para um eventual processo de impeachment, a pressão tende a crescer agora que o presidente conseguiu unir toda a imprensa contra si, ao postar uma notícia falsa para agredir a jornalista Constança Rezende, do Estado de S. Paulo, e seu pai, Chico Otávio, do Globo, que investiga a atuação das milícias do Rio de Janeiro e sua ligação com o assassinato de Marielle Franco (saiba mais aqui).

Diante da nova demonstração de que Bolsonaro não tem condições de exercer o cargo, o vice Hamilton Mourão será novamente chamado a apagar o incêndio. O mais provável é que ele diga que a imprensa cumpre um importante papel nas democracias, sinalizando claramente seu desagrado com a postura de Bolsonaro.

Com isso, ao se mostrar bem mais civilizado do que o chefe, Mourão tende a ganhar adesões para uma discussão que já ganha corpo no Congresso, sobre o eventual afastamento de Bolsonaro. Segundo o jornalista Ascânio Sêleme, ex-diretor do Globo, este debate é inevitável e começará a ser travado hoje no parlamento (saiba mais aqui).

Fonte: Brasil 247