Brasil Politica

Haddad: ataque de Bolsonaro tem Marielle como alvo

O ataque feito com base em fake news pelo presidente Jair Bolsonaro contra a jornalista Constança Rezende, do jornal o Estado de S. Paulo (Leia no Brasil 247), foi alvo de críticas pelo ex-prefeito Fernando Haddad. Para Haddad, a agressão feita por Bolsonaro contra a jornalista acontece em meio às denúncias sobre o suposto envolvimento dos filhos do presidente com milícias do Rio de Janeiro, suspeitas de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), e ao escândalo das candidaturas laranjas de seu partido, o PSL. O pai de Constança, o jornalista Chico Otávio, de O Globo, costuma fazer reportagens denunciando a atuação das milícias no Rio de Janeiro.

“Será que o destempero de Bolsonaro tem a ver com a morte de Marielle e Anderson que, esta semana, completa um ano, sem que as autoridades solucionem o caso?”, questionou Haddad no Twitter. O questionamento se segueà falta de informações por parte das autoridades sobre as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu, motorista Anderson Gomes, em uma rua da capital fluminense. Marielle, que era ativista dos direitos humanos, fazia denúncias constates sobre a atuação de milícias na região.

Bolsonaro reproduziu em sua conta no Twitter uma nota do site ‘Terça Livre’, que apoia o governo, e que atribuiu à jornalista Constança Resende a intenção de “arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”. Ainda segundo o site, a declaração teria sido dito a um jornalista francês. ‘Constança Rezende, do ‘O Estado de SP’ diz querer arruinar a vida de Flávio Bolsonaro e buscar o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. Ela é filha de Chico Otavio, profissional do O Globo. Querem derrubar o Governo, com chantagens, desinformações e vazamentos’, escreveu Bolsonaro. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a frase jamais foi dita.

Confira o Twitters de Fernando Haddad sobre ao assunto.

 

Fonte: Brasil 247