Politica Sociedade

Grupo de trabalho avaliará conflitos entre moradores e bares noturnos

a2
Decisão foi tomada em reunião com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na tarde desta sexta-feira (18), no Palácio do Buriti
Gabriela Moll, da Agência Brasília

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

O governo de Brasília oficializará grupo de trabalho formado por titulares de órgãos e autarquias públicos para avaliar procedimentos a serem adotados em conflitos no segmento da diversão. A decisão foi tomada em reunião na tarde desta sexta-feira (18), no Palácio do Buriti, um dia após ação integrada entre a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), a Polícia Militar e o Departamento de Trânsito (Detran), no comércio da 408 Norte.

A operação de quinta-feira (17) resultou em duas advertências a estabelecimentos que tinham alto-falantes na área externa, multa por poluição sonora (emissão de ruídos acima de 55 decibéis), autuação de 23 veículos por estacionamento irregular e apreensão de outros dois por falta de licenciamento. Nenhum bar foi fechado, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, e os agentes públicos não abordaram nenhum cliente.

“Buscamos harmonizar a relação entre moradores das quadras, público e donos dos estabelecimentos noturnos”, afirmou o administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco, presente na reunião convocada pelo chefe do Executivo. “Queremos uma cidade ambientalmente saudável, com a cultura rica e com a geração de empregos mantida”, acrescentou Pacco.

Integrantes
A princípio, o grupo será composto por representantes das Casas Civil e Militar; das Secretarias do Meio Ambiente; da Segurança Pública e da Paz Social; de Cultura; de Gestão do Território e Habitação; das Secretarias-Adjuntas de Turismo e do Trabalho; da Subsecretaria da Ordem Pública e Social; da Agefis; do Ibram; do Detran; da Administração do Plano Piloto; do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal; e das Polícias Civil e Militar.

Participaram do encontro o chefe da Casa Militar, coronel Claudio Ribas; o secretário de Cultura, Guilherme Reis; o subsecretário de Integração e Operação de Segurança Pública, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, coronel Josias Seabra; a secretária interina da Segurança Pública e da Paz Social, Isabel Seixas; os secretários-adjuntos de Turismo, Jaime Recena, e do Trabalho, Thiago Jarjour; a diretora-presidente da Agefis, Bruna Pinheiro; a presidente do Ibram, Jane Vilas Bôas; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Hamilton Santos Esteves Junior; o subcomandante da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Marco Antônio Nunes; os diretores-gerais do Departamento de Trânsito do DF, Jayme Amorim de Sousa, e da Polícia Civil, Eric Seba; o administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco; e o chefe de gabinete do governador, Rômulo Neves.