Politica

A liberdade do voto obrigatório

 

marica

Por – Ataíde Santos

Depois de articular e conseguir a extinção da Subsecretaria de assuntos para pessoas LGBT, o deputado distrital  Rodrigo Dalmasso (PTN) dá mais um passo  para trás.

 

Enquanto a Câmara Federal discute o voto facultativo, o distrital quer legalizar o transporte gratuito em dia de eleição, prática considerada ilegal.

 

Na proposta apresentada por Dalmasso, as empresas de transporte público faria o deslocamento gratuito dos eleitores mediante apresentação do título de eleitor entre 06h e19h no dia da eleição. Justifica o deputado: “Muitos eleitores acabam vendendo o voto apenas pelo fato de receberem um transporte para conduzi-lo ao seu colégio eleitoral. Com esse projeto, poderemos reduzir mais uma dessas práticas de crime eleitoral”.

 

A argumentação do distrital quanto aos efeitos da proposição  é  válida,  e poderá  gerar algum benefício ao eleitor. No entanto,  seria muito mais útil a nossa sociedade se o projeto visasse a gratuidade do transporte público durante todo o ano e não somente no dia da obrigatoriedade do voto, onde o favorecido é,  como sempre, o político.

 

Outro ponto a ser analisado  é: Não seria de competência da União legislar sobre eleições?  Não seria, caso aprovada, mais uma lei inconstitucional entre as inúmeras já produzidas pelo legislativo candango? Com a palavra os especialistas das leis.

O Distrito Federal tem problemas que carecem de soluções mais urgentes e que merecem tão especial atenção do deputado.  Ou será que ele já está ocupando sua mente com a reeleição?

 

Negar direito às minorias, querer transportar eleitores aos magotes, são práticas que demonstram uma falta de sintonia com a realidade e os anseios da população. Os políticos devem deixar de, como diz certo senador, olhar pelo retrovisor.

 

Só para concluir deputado:

 

  • homossexualidade não é doença, nem é contagiosa, é  condição humana, pois  ninguém escolhe ser homossexual ou heterossexual , mas muitos morrem por ser “diferente” (?!) Contribua para diminuir essa letalidade!
  • Voto deve ser um direito e não obrigação;
  • Religião deve ser tratada nos templos;
  • Democracia é sinônimo de liberdade.
Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário