Penúltimo dia do 50º Festival de Brasília tem foco em relações pessoais

0

O último dia da mostra competitiva do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro teve a exibição de dois filmes que tratam de relações entre pessoas que descobrem umas às outras. A sessão ocorreu no Cine Brasília, na noite deste sábado (23), na véspera do encerramento.

No longa mineiro Arábia, um garoto que trabalha em uma siderúrgica da periferia de Contagem, em Minas Gerais, descobre o caderno de um operário. Com essa premissa, os diretores Affonso Uchoa e João Dumans retratam o cotidiano dos brasileiros.

Já o curta paulistano A passagem do cometa mostra outra descoberta entre duas pessoas e instiga a reflexão sobre como o convívio social é focado em questões superficiais. Na trama, os personagens se preocupam mais com a passagem do cometa Halley do que com o que aflige o outro.

“Ficamos muito agradecidos em poder estrear o longa no Brasil no festival de Brasília”, disse o diretor Uchoa.

Último dia de festival terá a exibição de quatro filmes

Além da reprise, o último dia do festival, no domingo (24), terá como destaque as premiações da mostra competitiva, da Mostra Brasília e do Prêmio Petrobrás. A cerimônia será fechada para convidados. Também será exibido o filme baiano Abaixo a gravidade.

Durante o dia, haverá uma exibição do filme infantil O Colar de Coralina no festivalzinho, no Cine Brasília, às 10 horas. A sessão é gratuita.

Já a mostra Terra em Transe terá duas sessões. A primeira às 14 horas, com o longa Contagem Regressiva; e a segunda às 15h30, com a produção Camocim. As duas sessões são gratuitas no Cine Brasília.

Por: Agência Brasília

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário