Pelo menos 11 nomes do 1º escalão devem deixar o governo Rollemberg

0

Pelo menos 11 nomes podem deixar oficialmente o 1º escalão do governo do Distrito Federal (GDF) até o dia 1º de abril, prazo limite para a desincompatibilização de quem ocupa cargo público e pretende disputar as eleições de 2018. É o que apontam informações publicados no site Metrópoles.

Com a necessidade do ingresso de novos nomes para comendar as secretarias de Justiça e Cidadania (sem titular desde dezembro do ano passado) e do Trabalho e Desenvolvimento Social, que deve continuar com o PSDB, assessores do executivo local pretendem antecipar uma inevitável reforma administrativa, para acomodar possíveis aliados e somar forças para ajudar na reeleição do governador Rodrigo Rollemberg.

O chefe do executivo tem dito que pretender evitar que as duas pastas sejam ocupadas por algum pretenso candidato em consequência do curto prazo de trabalho até a desincompatibilização.

Veja quem deve deixar o governo nos próximos meses:

Marcos Dantas (PSB) – secretário das Cidades

Maria de Lourdes Abadia (PSDB) – secretária de Projetos Estratégicos

Leila Barros (PRB) – secretária de Esportes

Igor Tokarski (PSB) – secretário de Meio Ambiente

Aurélio Araújo (PV) – secretário da Criança

Jaime Recena (PSB) – secretário-adjunto de Turismo

Thiago Jarjour (sem partido) – secretário-adjunto de Ciência e Tecnologia

Tiago Coelho (PSB) – presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa

Marlon Costa (PSB) –  subsecretário de Mobiliário Urbano e Participação Social

Julio Menegotto (PSB) – presidente da Novacap

Por: Brasil 247

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário