Maioria formada no STF pode prender Aécio dia 20

0

O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) viu as suas chances de ser preso aumentarem sensivelmente nesta terça-feira, 13, após a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve na prisão da jornalista Andrea Neves, irmã de Aécio.

O pedido de prisão de Aécio, feito pelo procurador-geral Rodrigo Janot, será julgado no próximo dia 20 também pela Primeira Turma, que é composta por cinco ministros, dos quais três – Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux, votaram pela manutenção da prisão preventiva de Andrea Neves. Os ministros Marco Aurelio Mello, relator do caso, e Alexandre de Moraes votaram pela libertação de Andrea (leia mais).

Presa na operação Patmos após da delações da JBS, Andrea é acusada de corrupção passava. Ao pedir a conversão da preventiva em medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica, ela disse sua prisão se baseia em acusações contra o irmão. Andrea diz que se as acusações feitas pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, forem confirmadas, eventuais irregularidades são de responsabilidade de Aécio Neves.

Se a maioria dos ministros da Primeira Turma do STF manteve Andrea Neves na prisão, que apontou para crimes praticados pelo irmão, é improvável imaginar que os magistrados deixariam o “líder” solto.

Maior articulador do golpe parlamentar de 2016 que arruinou a economia do País, Aécio é acusado de corrupção passiva pelo recebimento de R$ 2 milhões em propina da JBS, e por obstrução de Justiça, por tentar impedir os avanços da Operação Lava Jato.

Por: Brasil 247

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário