Lula colhe o que plantou. Extrema direita também

0

 Apontado como o melhor presidente da história do Brasil em todas as pesquisas já realizadas desde que deixou o cargo, o ex-presidente Lula demonstrou mais uma vez, nesta sexta-feira, como é gigantesco o carinho que recebe do povo brasileiro.

Em Cruz das Almas, na Bahia, mesmo impedido de receber um título de doutor honoris causa por um juiz que feriu a autonomia universitária, Lula foi ovacionado nas ruas e a liminar foi cassada pelo povo.

Ao lado do reitor Silvio Luiz Soglia, Lula falou sobre mais um entre inúmeros capítulos da perseguição judicial a que vem sendo submetido. “Muito me entristece não ter recebido meu título. Sou agradecido ao conselho universitário, mas fiquei sabendo de uma história de uma menina que tirou o seu diploma, e, quando ela tirar o diploma de doutorado, esse será meu título”, disse. “Mas eu virei aqui pela quinta vez receber o meu título. Ou, se eu não puder, quem sabe vocês não vão para São Paulo me entregar”, completou.

“Talvez tenha sido o único presidente que não teve diploma. Mas eu sou o que tem mais títulos de doutor honoris causa na história do Brasil. Eu nunca aceitei enquanto fui presidente porque eu queria saber se o título que foi dado era porque reconhecia meu trabalho ou porque estavam dando a um presidente”.

Enquanto o ex-presidente colhe o que plantou pelo País, o mesmo tem acontecido com os dois candidatos da extrema de direita que se alimentam do ódio: tanto João Doria quanto Jair Bolsonaro receberam ovadas em seus atos mais recentes de campanha.

Por: Brasil 247

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário