Laerte Bessa declara que votará contra a Reforma da Previdência

0

A Câmara dos Deputados retomou nesta segunda-feira a agenda de votações e as atenções estão voltadas para a Reforma da Previdência. O deputado federal Laerte Bessa (PR-DF) acredita que não haverá consenso para incluir o projeto na pauta e declarou que é contra o projeto.

“Como vamos cobrar do contribuinte o rombo de R$ 426 bilhões sendo que os maiores sonegadores são das grandes empresas, bancos e Partidos Políticos, como PT, DEM, PCdoB e PSB”, declarou Bessa após a sessão de abertura.

O calendário anunciado no ano passado para a reforma da Previdência será mantido e que prevê o início da discussão para hoje e votação para a sessão logo após o carnaval, no dia 19.

“Sou contra a reforma da maneira como está hoje. A título de exemplo, ela prejudica os policiais ao estabelecer critérios irreais de aposentadoria sem levar em consideração a natureza da sua atividade de risco”, reforçou Laerte Bessa, que é ex-delegado da Polícia Civil do DF.

Outras pautas deverão ser discutidas pelo Congresso ao longo de 2018. Projetos como a privatização da Eletrobras, alterações na reforma trabalhista, o fim do foro privilegiado e a criminalização do aborto, além de pautas de segurança pública, deverão ser apreciados pelo Legislativo.

Na Câmara, a agenda da semana prevê a análise de duas medidas provisórias: MP 800/17, sobre concessões rodoviárias federais; e MP 801/17, que prevê a renegociação de dívidas de estados e municípios com a União.

Crédito da foto: Alex Ferreira/ Agência Câmara

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário