Geral

PT sobre filho de Mourão no BB: máscara do governo ‘moralizador caiu

O PT da Câmara dos Deputados, que tem como líder o deputado federal reeleito Paulo Pimenta (RS), publicou em seu site um texto em que bate duro na nomeação de Antonio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, para a assessoria especial da presidência do Banco do Brasil.

“O Brasil encontra-se estarrecido e indignado com a desfaçatez do novo governo. Nem bem assumiu o comando do País, e a máscara do governo ‘moralizador’ caiu, desnudando a verdadeira face do discurso moralista utilizado para enganar o povo brasileiro”, diz a nota.

De acordo com o texto, “durante toda a campanha eleitoral, o grupo que se abancou do Palácio do Planalto utilizava retórica sensacionalista como ‘no meu governo vai ser de indicações técnicas’, ‘vamos respeitar a meritocracia’, para criticar o suposto ‘aparelhamento do Estado'”. “Esses paladinos da moralidade receberam duras críticas de parlamentares do PT que utilizaram suas redes sociais para condenar o engodo que é o governo Bolsonaro”.

“Não teremos conchavos políticos nem privilégios”, ironizou a deputada Margarida Salomão (PT-MG)reproduzindo a narrativa usada pelos Bolsonaros.

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) lembrou que “ao mesmo tempo em que tira dinheiro do salário mínimo do povo, o filho de Mourão vê seu salário triplicar da noite para o dia, com nomeação para assessoria da presidência. Uma promoção com a cara do novo governo”.

Para o deputado Paulão (PT-AL), o general Mourão “disse que o compromisso é limpar o Brasil. É verdade já começou a limpeza – nomeando o filho para a assessoria do Banco do Brasil, com um salário acima de R$ 37.000,00. E as Forças Armadas? Caladas. Acorda Brasil”.

*Com informações do PT na Câmara

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário