Economia Geral

Petrobras sobe quase 8%, e afeta desempenho da bolsa

aq

O ganho apurado pelas ações da Petrobras foi um dos destaques das operações no mercado durante esta quarta-feira, o que ajudou a bolsa de valores a fechar com ganhos expressivos. O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) encerrou o dia em alta de 1,61%, aos 41.630 pontos e com um volume negociado de R$ 13,429 bilhões. Com isso, o índice acumula um ganho mensal de 3,03%, enquanto a perda ao longo do ano chega a 3,97%.

“Os mercados acionários foram impulsionados mais uma vez pela recuperação do petróleo, que reagiu às tratativas de acordo entre os países produtores para congelar a produção aos níveis de janeiro. O movimento de alta ganhou mais força depois que o ministro do Petróleo do Irã afirmou que apoia ações conjuntas para ajudar na recuperação dos preços, porém sem se comprometer com cortes na produção, já que o país pretende retomar a produção aos patamares existentes antes das sanções econômicas”, diz o BB Investimentos, em relatório assinado pelo analista Fabio Cesar Cardoso. Na Nymex, o contrato do petróleo para março teve alta de 5,58%, a US$ 30,66 o barril. A retomada do apetite pelo risco pode ser confirmada nos rendimentos dos títulos do Tesouro americano, que seguiram em alta por conta da menor demanda por ativos considerados seguros. A ata da última reunião do FOMC (comitê de política monetária do FED), divulgada às 17h, destacou o aumento das incertezas sobre a economia global e os efeitos do dólar forte e energia barata, enfraqueçam a inflação, e tiveram impacto moderado nos preços dos ativos.

No Brasil, o Ibovespa abriu em alta, em dia de vencimento do futuro do índice, acompanhando o bom humor externo, puxado por Petrobras, Vale, siderúrgicas e bancos, a exemplo da sessão anterior. “Testou os 42 mil pontos no intraday, atingindo valorização de 3,63% na máxima do dia, às 15h55. Porém a notícia do novo corte da nota de crédito do país (de BB+ para BB) pela agência de risco S&P, às 16h35, fez o índice perder quase mil pontos em poucos minutos. Passado o impacto inicial, o índice recuperou-se e confirmou o fechamento acima do patamar de 41 mil pontos”, diz o analista. Das 61 ações que compõe o índice, apenas 16 fecharam em baixa.

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3) dispararam 7,79%, a R$ 6,78, enquanto as ações preferenciais (PETR4) subiram 5,41%, a R$ 4,68. Os papéis foram influenciados pela alta dos preços do petróleo. Já as ações ordinárias da Vale (VALE3) avançaram 5,49%, a R$ 11,91, ao passo que as ações preferenciais (VALE5) fecharam em alta de 4%, a R$ 8,59.

No câmbio, a cotação do dólar comercial chegou a cair mais de 2% ao longo do dia, mas perdeu ritmo e fechou em queda de 1,88%, a R$ 3,994 na venda. Com isso, a moeda interrompeu uma sequência de seis altas e encerrou com a maior queda percentual diária desde 28 de dezembro de 2015, quando caiu 2,1%.

A moeda reduziu o ritmo de queda após a notícia da agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixar a nota da dívida brasileira, de “BB+” para “BB”. A agência já tinha tirado o “selo de bom pagador” do país em setembro. No exterior, o mercado também se mostrava otimista com a recuperação dos preços do petróleo, uma vez que o Irã expressou apoio à iniciativa encabeçada por Rússia e Arábia Saudita para cortar a produção da matéria-prima.

Para quinta-feira, os agentes aguardam a publicação do índice de atividade econômica do Banco Central, pesquisa industrial mensal de emprego e salário pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), dados de emprego pela Fiesp/Ciesp (Federação e Centro da Indústria do Estado de São Paulo) e o índice de confiança do empresário industrial pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). No exterior, destaque para os números de conta corrente da zona do euro; índice de atividade do Federal Reserve da Filadélfia, indicadores antecedentes e os pedidos semanais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos.

(Com Reuters)

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário