Geral

Midia Alternativa ouve Secretário de Habitação

Foto: Tony Winston
Foto: Tony Winston

A mídia alternativa,  revistas, jornais, rádios comunitárias e blogueiros  do Distrito Federal  e entorno,   foi convidada pela  secretaria de Habitação do Distrito Federal – Sedhab  para uma entrevista coletiva.

O Secretário  Geraldo Magela  falou dos avanços da secretaria em sua gestão  e sobre o planejamento de Brasília nos próximos anos.

Túnel em Taguatinga

A construção de um  túnel no centro de Taguatinga já passou pela fases de estudos  e planejamentos e agora já  esta pronta para ser licitada. “A construção trará algum desconforto à  população da cidade, mas é para um bem muito maior” disse Magela.

Novo Setor Habitacional

Perguntado sobre a nova área habitacional o secretário disse:  “A região possui 17 mil hectares e quase 100% dos terrenos são propriedade particular. Pelo Plano de Ordenamento Territorial e Urbano, Pdot, a população do local não deve passar de 950 mil habitantes. Com esse parâmetro, o desafio dos técnicos da Sedhab que elaboraram o projeto foi reunir na ocupação urbana,  moradia, desenvolvimento econômico, atividade comercial, preservação ambiental e qualidade de vida. “Para ser benéfica, a concentração de pessoas depende da oferta de serviços na região”. Na medida em que você oferece esses serviços, você evita, por exemplo, o deslocamento de pessoas para outra região, contribuindo com a redução da emissão de gases poluentes”.

Empresários aguardam o sinal verde  do governo para dar início às etapas fundamentais em qualquer empreendimento imobiliário, como o Estudo de Impacto Ambiental.  Eles acreditam que no final de 2014 alguns empreendimentos já devam estar sendo erguidos na região.

Morar Bem

Informou ainda o secretário que o plano habitacional do Distrito Federal,  um dos mais ambiciosos do país, prevê a efetiva entrega de 100 mil moradias até 2014, destes 75% dos inscritos no programa Morar Bem já estão habilitados  e o restante será concluído até fevereiro do próximo ano.

Inscritos com baixa renda

Disse o secretário que dentro do programa está previsto uma prestação mínima de R$ 25,00,  quem está inscrito e tem  uma renda mínima certamente irá poder pagar.

População de rua

A SEDHAB  em conjunto com a SEDEST, já tem cadastrada grande parte da chamada população de rua. As secretarias estudam a melhor forma para a entrega dessas moradias para evitar que o cadastrado se desfaça do imóvel e volte para as ruas.

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário