Geral

JANOT PEDE PARA STF ABRIR AÇÃO CONTRA CUNHA

a5
:
Em nova manifestação ao Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral Rodrigo Janot pediu que seja aberta a ação criminal contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); no documento, Janot destacou também o perfil violento do deputado dizendo que ele “sempre se mostrou extremamente agressivo e dado a retaliações a todos aqueles que se colocam em seu caminho a contrariar seus interesses”; Cunha já foi notificado pelo ministro Teori Zavascki e tem dez dias para apresentar sua defesa; cerco se fecha
O cerco contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), começa a se fechar. Nesta terça-feira, ele foi notificado pelo Supremo Tribunal Federal e ganhou prazo de dez dias para apresentar sua defesa (leia mais aqui).

Depois disso, foi divulgado o teor do documento em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, arguementa favoravelmente à abertura de ação criminal contra Cunha.

Na peça, Janot destaca o caráter violento do deputado, dizendo que ele “sempre se mostrou extremamente agressivo e dado a retaliações a todos aqueles que se colocam em seu caminho a contrariar seus interesses”.

O procurador-geral disse ainda e que há “robustos elementos” que comprovam o recebimento de propina por Cunha. Janot diz ainda que a denúncia “está baseada em inúmeros e robustos elementos que apontam, de maneira uniforme, para o recebimento de valores por parte de Eduardo Cunha”

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário