IPVA 2018: 360 mil carros ainda estão sem licenciamento

0

Os órgãos de fiscalização começaram a exigir, em 1º de setembro, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2018. De acordo com o último levantamento do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), de 1,7 milhão de veículos em circulação, 360 mil contribuintes ainda estão com o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) atrasado.

O débito acumulado é de cerca de R$ 269 milhões. O Detran alerta que conduzir o veículo sem o documento de porte obrigatório é considerado infração gravíssima. Neste caso, a punição inclui multa de R$ 293,47, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), remoção do veículo, além do pagamento de outras despesas como guincho, diária, vistoria e serviço de liberação do automóvel, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.

Para obter o licenciamento de 2018, o proprietário deverá pagar o IPVA (imposto cobrado pela Secretaria de Fazenda), o DPVAT (seguro obrigatório recolhido pela Seguradora Líder), a taxa de Licenciamento (do Detran) e as multas pendentes. Para quitar os débitos, o usuário não precisa mais ir ao Detran. A emissão dos boletos e o pagamento ou parcelamento dos débitos com cartão podem ser feitos diretamente no site do órgão.

Débitos
O usuário que quitar todos os débitos e não receber o documento do veículo em casa deverá verificar no site do Detran, no campo veículos, se existe alguma pendência. Caso constate algum débito, o boleto poderá ser impresso pelo próprio site.

Os motoristas em dia também podem emitir o protocolo de autorização provisória para a circulação de veículo no portal do Departamento de Trânsito. O documento provisório tem validade de 60 dias. A retirada da autorização só pode ser feita uma única vez.

Fonte: Metrópoles

 

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário