Entretenimento

Juan Arias: percepção internacional é que governo Bolsonaro não dura

O escritor e jornalista espanhol Juan Arias afirma que a percepção internacional sobre Bolsonaro é a de que ele não ira durar. Ele diz: “começam a se perguntar no exterior quem manda no Brasil e quanto durará o presidente Bolsonaro. A resposta poderia ser: governam muitos e ninguém. É que o capitão reformado Jair Bolsonaro, de extrema direita, eleito com 57 milhões de votos, praticamente ainda não começou a governar.”

Em seu artigo, publicado pelo jornal El País, o escritor diz que “há quem governe por ele ou contra ele. Quanto isso durará é algo que saberemos logo. Decidirá o Congresso, aprovando ou descartando suas grandes reforma, da Previdenciária à da luta contra a violência. Se naufragarem, o Governo acaba. E o Brasil vai à bancarrota. Se bem sucedido, o Governo segue o seu destino pelos próximos quatro anos.”

Arias prossegue, narrando os fatos recentes da cena política brasileira: “tudo isso porque o sangrento atentado que sofreu durante a campanha e que o afastou do poder fez que o novo presidente chegasse tarde ao Planalto. São muitos os que já haviam se apropriado do governo. Ao mesmo tempo, Bolsonaro se vê açoitado por uma manada de fantasmas que não lhe dão sossego. Fantasmas que foram, alguns deles, crescendo no seio de sua própria família.”

E complementa, citando Rocha de Barros, sociólogo brasileiro: “o que levou o sociólogo Celso Rocha de Barros, da Universidade de Oxford, a prognosticar na Folha de S.Paulo que, se não forem diluídos esses fantasmas que criaram ‘um cenário de inferno’, a presidência de Bolsonaro ‘poderia não chegar nem ao Carnaval’. Até quando o Brasil poderá continuar aparentemente sem leme e sem saber ao certo quem está tomando decisões à sombra? Manda o presidente ou mandam seus filhos? Mandam os militares que ele levou para o Governo?”

Fonte: Brasil 247