Cidade Economia GDF

Economia do DF tem recuperação no primeiro trimestre do ano

Alta foi de 1,4% no período, com destaque para os setores de Agropecuária e Serviços, aponta Codeplan. Governo Ibaneis trabalha para superar cenário econômico adverso

AGÊNCIA BRASÍLIA*

A economia do Distrito Federal teve alta de 1,4% no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo trimestre do ano passado, segundo dados do Índice de Desempenho Econômico do Distrito Federal (Idecon-DF). Os números foram apresentados no painel Análises Econômicas: a conjuntura econômica e as contas públicas do DF no início de 2019, realizado nesta terça-feira (18), no Palácio do Buriti, pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e a Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão do DF.

De acordo com o estudo produzido pela Codeplan, contribuíram para o índice os setores de Agropecuária, com avanço de 3,4% nos três primeiros meses deste ano em comparação ao mesmo período de 2018, e o ramo de Serviços, responsável por 94,9% da economia do DF e que teve crescimento de 1,5%. A Indústria, por sua vez, registrou queda de 0,6% no seu volume de atividades.

O presidente da Codeplan, Jean Lima, pontua que o objetivo dos estudos apresentados no painel é fornecer dados que subsidiem políticas públicas para a retomada do crescimento econômico e geração de emprego e renda. “A ideia desse evento é apresentar os dados e abrir o debate aos gestores do DF, setor empresarial e representantes da sociedade civil para que a gente construa juntos alternativas para superar o cenário econômico adverso”, explica Jean Lima.

No painel, a Codeplan ainda mostrou que as pesquisas setoriais, divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), reforçam esse comportamento da economia no início de 2019. A Pesquisa Mensal do Comércio Ampliada (PMC) indica tímida variação positiva, de 0,7% no volume do comércio varejista ampliado, freando uma trajetória de queda. Já a Pesquisa Mensal dos Serviços (PMS) registrou elevação de 2,3% no volume dos serviços, sendo o destaque o segmento de Tecnologia da Informação.

Economia brasileira
No cenário nacional, a leitura dos dados do Produto Interno Bruto (PIB) apontou para uma retração da atividade no início do ano. Segundo o IBGE, a economia brasileira teve recuo de 0,2% no primeiro trimestre de 2019 em relação aos últimos três meses do ano passado, já descontados os efeitos sazonais. “O Boletim Focus divulgado nessa segunda-feira (17) indicou a 16ª queda consecutiva na estimativa dos analistas para o crescimento da economia brasileira neste ano. No Distrito Federal, o governo trabalha para sair dessa situação”, explica o presidente da Codeplan.

Contas públicas do DF
No evento, a Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão apresentou dados relativos à arrecadação tributária e às receitas e despesas públicas do primeiro quadrimestre de 2019. A arrecadação tributária nos quatro primeiros meses do ano pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) foi de R$ 5,360 bilhões. O montante representa um aumento nominal de 0,9% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Com adaptações.

Print Friendly, PDF & Email

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário