Economia

Dólar segue ao redor de R$ 4,10, com ação do BC e de olho na cena política

Após abrir em queda, o dólar opera com pequenas oscilações nesta segunda-feira (20), após ter encerrado a semana passado na maior cotação desde setembro. Às 11h16, a moeda dos Estados Unidos subia 0,01%, a R$ 4,0997. Na mínima do dia até o momento chegou a R$ 4,0782, e na máxima bateu R$ 4,1077.

No último pregão, o dólar chegou a bater R$ 4,11 e fechou a sessão em alta de 1,58%, a R$ 4,0991, no maior valor desde setembro de 2018. No ano, passou a acumular alta de 5,81%.

De olho no cenário político local, o Banco Central anunciou intervenção no mercado de câmbio depois que o dólar avançar 4% na semana passada e fechar acima de R$ 4,10. O BC agendou três leilões de linha (venda de moeda com compromisso de recompra) no valor de US$ 3,75 bilhões para segunda, terça e quarta-feira. O objetivo de colocar dinheiro no mercado – quanto maior for a quantidade de dólar no mercado, menor será o preço da moeda.

Fonte: Brasil 247