DF precisará de reforma para conter déficit na Previdência de servidores

0

O governo do Distrito Federal terá de fazer mudanças na aposentadoria para 111 mil servidores estatutários, após o anúncio da retirada dos funcionários públicos estaduais e municipais da reforma da Previdência. O executivo defende uma estratégia para conter o deficit de R$ 2,5 bilhões na Previdência dos servidores do GDF, mas o método ainda precisa ser estudado. O rombo deve chegar a R$ 4 bilhões até o fim de 2018.

“Sobre essa decisão do presidente, nós temos que reavaliar a estratégia de como equilibrar os sistemas estaduais e distrital de Previdência”, disse Rollemberg. “Nós vamos ter uma reunião do Fórum Permanente de Governadores na primeira semana de abril e certamente esse tema estará em pauta”, enfatizou.

Governos estaduais e o distrital ficaram surpresos com a decisão do governo federal. “Seria melhor se esse tema fosse tratado no âmbito nacional entre todos conjuntamente”, ponderou o governador.

De acordo com o chefe da Casa Civil do DF, Sérgio Sampaio, “todo ano, o governo precisa tirar recursos próprios, que poderiam ser utilizados em investimento, infraestrutura, saúde e educação, para aportar na Previdência dos servidores”. Atualmente, para cada servidor aposentado no DF, há 2,26 em atividade. O ideal seria quatro.

Por: Brasil 247

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário