Desemprego leva centenas de pessoas a correr atrás de uma chance

0

Procuram-se jovens acima de 18 anos com Ensino Médio completo, experiência para trabalhar em restaurante e disponibilidade aos fins de semana. Só isso já despertou o interesse de milhares de desempregados. Ao oferecer 120 vagas, abertura de uma unidade do Outback em Águas Claras provocou uma corrida à Agência do Trabalhador de Taguatinga.

Antes das 10h de ontem, já haviam sido distribuídas quase 800 senhas. Todas elas tinham como objetivo as vagas de atendente, recepcionista e auxiliar de cozinha e de limpeza na rede de restaurantes. Mesmo quem chegou antes das 5h teve que pegar fila.
De longe já era possível ver a aglomeração. As calçadas da Rua das Palmeiras, no Centro de Taguatinga, ficaram lotadas o dia todo. Apesar do perfil variado, a maioria dos candidatos tinha até 30 anos.

“É atrativo porque as comissões são boas e dizem que existe possibilidade de crescimento. Imagino que muita gente aqui deve ter pensado nisso, ao mesmo tempo que outros vieram pensando apenas em voltar a trabalhar”, opinou Thiago Chagas, 21 anos. Mesmo jovem, ele acumula experiência em várias frentes. “Trabalho desde os 14 anos. Fui garçom, vendedor, sou músico, já vendi sanduíches na rua. Já fiz de tudo”, contou.

Junto com ele, estavam amigos da mesma faixa etária e também querendo voltar a trabalhar. “Ainda não tenho experiência. Só trabalhei como estagiária no Ensino Médio”, afirmou Vitória Lima, 21 anos.

Para Taynara Dantas, 25 anos, ter novamente um emprego é uma meta, por isso, o interesse no processo seletivo. “Trabalhei como vendedora durante três anos e fui demitida. Resolvi tirar um tempo para viajar e agora as coisas apertaram um pouco”, disse.

Com um pouco mais de experiência, o candidato Paulo Victor Gomes, 23 anos, comemorava de maneira tímida a passagem para a segunda etapa do processo seletivo. Depois de enfrentar entrevista e teste escrito, ele teria dois dias até a conversa com o gerente do restaurante. A quantidade de concorrentes o deixou assustado. “Fiquei surpreso com tanta gente, mas ao mesmo tempo percebi que muitos não passaram de fase por falta de experiência ou por não ter concluído o Ensino Médio”, ponderou. Por ter trabalhado na área, o candidato ficou mais confiante. Ainda assim, foram necessárias horas de fila.

Crise impulsiona procura

As agências do trabalhador estão acostumadas a esse tipo de movimentação. O subsecretário de Atendimento ao Trabalhador e Empregador, Antônio Vieira, explica que a situação é recorrente quando grandes empresas fazem processos seletivos com divulgação na mídia. O momento de crise, claro, também impulsiona o movimento.

“Temos em torno de 318 mil desempregados no Distrito Federal atualmente. Por isso, quando surgem vagas que abarcam o perfil predominante de desempregados, há uma procura muito grande nas agências”, avaliou.

Foco

Por outro lado, Vieira aconselha os desempregados a terem foco em áreas específicas. “Pelo fato de haver muita mão de obra disponível no mercado, o empresário não vai querer se aventurar. Se ele procura alguém em uma área, certamente vai escolher um candidato com experiência ou curso específico”, aconselhou.

Segundo a Secretaria do Trabalho, a concorrência veio de todos os pontos do Distrito Federal e até mesmo de cidades goianas da Região Metropolitana, como Águas Lindas e Valparaíso.

Cabe ao empresário que contrata escolher se haverá divulgação ou não. Quando a informação se dissemina, maiores são as opções de escolha, devido à procura em massa às agências do trabalhador.

900 candidatos

Em nota, o Outback informou que foram recebidos currículos de 900 candidatos durante a segunda-feira e que as senhas continuarão sendo distribuídas hoje. O processo seletivo segue até a sexta-feira, dia 26. No entanto, caso as 120 vagas disponíveis sejam preenchidas antes da data, a seleção se dará por encerrada.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da rede de restaurantes, serão pagos “salários e benefícios compatíveis com o mercado”.

Por: Jornal de Brasília

Compartilhe.

Sobre o autor

Deixe um comentário