CEU das Artes é inaugurado na QNM 28 de Ceilândia

0
Espaço para oferecer atividades de cultura e lazer à população, o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) da QNM 28, em Ceilândia, foi inaugurado na manhã deste sábado (28).

O equipamento público vai receber atividades físicas, oficinas artísticas e apresentações culturais para pessoas de todas as idades.

O compromisso social do centro foi destacado pelo governador Rodrigo Rollemberg, que participou da cerimônia de entrega. “Esse é um espaço de cultura, de educação, do esporte, do desenvolvimento social, mas é, sobretudo, um espaço de Brasília, que tem apreço e respeito por sua população.”

O CEU das Artes da QNM 28 é uma parceria do governo local com o federal. O gasto com a implementação foi de R$ 3,5 milhões, recursos da União. O Distrito Federal entrou com cessão do terreno e execução da obra pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). O custeio mensal da estrutura é responsabilidade do DF e está orçado em R$ 800 mil, oriundos da Fonte 100.

A construção foi iniciada em 2013, mas ficou paralisada por dois anos. Em 2015, as obras foram retomadas. O CEU das Artes em Ceilândia tem 7 mil metros quadrados de área, distribuídos em:

  • 2 salas multiuso
  • 3 salas para atendimento do Centro de Referência em Assistência Social (Cras)
  • Área de ginástica
  • Biblioteca e laboratório digital
  • Cinemateca
  • Estacionamento
  • Parquinho
  • Sala de coordenação
  • Pista de skate
  • Quadra de vôlei de praia
  • Quadra poliesportiva

A escolha da QNM 28 como endereço do centro levou em consideração o critério de vulnerabilidade social. A proposta é oferecer aulas de ginástica, teatro e música para quem mora na região.

Nos primeiros meses de operação, a expectativa é atender entre 500 e 700 pessoas por dia. Conforme a grade de aulas se consolidar, pretende-se aumentar o atendimento para 1 mil pessoas diariamente.

A gestão será compartilhada entre governo e sociedade civil, por meio de um comitê gestor formado em fevereiro, com cinco representes do Executivo local e três eleitos pela comunidade.

As atividades são uma referência para o desenvolvimento humano, defendeu a secretária do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Ilda Peliz. “O CEU das Artes é uma janela para a criatividade, para o lazer, para a capacitação.”

CEUs fazem parte do programa Brasília Cidadã

Construído com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do governo de Brasília, o CEU das Artes é um espaço que visa integrar ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação profissional, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital.

Em 11 de junho do ano passado, o Recanto das Emas recebeu o primeiro CEU das Artes do DF. Outra unidade, na QNR 2 de Ceilândia, está com as obras em andamento.

Os centros fazem parte do programa Brasília Cidadã.

Vistoria da reforma da Rodoviária do Plano Piloto

Antes da inauguração do CEU das Artes, o governador Rodrigo Rollemberg passou na Rodoviária do Plano Piloto para vistoriar as obras de reforma do local. Com 36% de execução, as melhorias são estruturais e de acessibilidade:

  • Instalação de piso tátil
  • Instalação de sistema de ar-condicionado
  • Melhoria da iluminação
  • Melhoria do circuito interno de TV
  • Reforma completa do posto do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans)
  • Substituição do piso por granitina
  • Troca de instalações elétrica, eletrônica, hidráulica e de gás
  • Troca de sistemas de incêndio
  • Troca da pavimentação do terminal

As intervenções estão orçadas em R$ 27 milhões, do quais R$ 11 milhões foram gastos até agora. Os recursos são provenientes de financiamento com o Banco do Brasil.

Iniciadas em 2014, as obras estavam atrasadas por demora da executora. Então, a Novacap rescindiu o contrato e chamou a segunda colocada na licitação. Em 2017, a ConcrEpóxi assumiu o canteiro, e o prazo de entrega é abril de 2019.

Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg durante inauguração do CEU das Artes na QNM 28 de Ceilândia.

Por: Agência Brasília

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário