Brasília + Jovem Candango abre 1,4 mil vagas

0

Brasília + Jovem Candango vai abrir 1,4 mil vagas para contrato de aprendizagem com 16 meses de duração. As inscrições começam às 8 horas de segunda-feira (2),pelo site do programa, e terminam às 18 horas de 11 de abril.

Os aprovados vão atuar em órgãos do governo local e farão curso técnico de auxiliar de escritório. A carga horária é de 20 horas semanais, divididas entre atividades práticas e teóricas.

chamada para o processo seletivo foi publicada nesta quinta-feira (29) pela Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude.

Para participar é preciso:

  • Ter de 14 a 18 anos — para pessoas com deficiência, a partir dos 14 anos não há limite de idade
  • Estar cursando regularmente o ensino fundamental ou o médio em escola da rede pública de ensino do DF ou em instituição privada na condição de bolsista
  • Pertencer a família com renda per capita de meio salário mínimo ou renda familiar de até três salários mínimos
  • Estar inscrito no Cadastro Único dos Programas Sociais (CadÚnico)

Os contratados terão direito a 2/3 do salário mínimo (cerca de R$ 636), vale-alimentação de R$ 220, vale-transporte, décimo terceiro salário, indenização de férias e abono, seguro de vida, uniforme e crachá.

A seleção dos jovens obedecerá a critérios como:

  • Renda familiar e pontuação social, baseada em quesitos como ser participante do CadÚnico e de programas governamentais de erradicação do trabalho infantil
  • Ser familiar em primeiro grau de vítimas ou de presos encaminhados pela Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do DF (Funap-DF)
  • Ser de família que atuava no lixão da Estrutural
  • Ser morador do Paranoá Parque em situação de vulnerabilidade comprovada
  • Ser de família acompanhada há mais de um ano pelo conselho tutelar

Jovem Candango terá cadastro de reserva

As 1,4 mil vagas serão distribuídas da seguinte forma:

  • 65% para jovens que atendam aos critérios de seleção exigidos
  • 15% para aqueles que cumprem medidas socioeducativas
  • 5% para pessoas em situação de abrigo ou de acolhimento
  • 5% para atendidos pelo programa Bombeiro Mirim do DF
  • 5% para residentes em área rural do DF, no mínimo, há cinco anos
  • 5% para pessoas com deficiência, a partir dos 14 anos

Quem não for selecionado fará parte de um banco de reserva e poderá ser convocado quando houver disponibilidade.

Por: Agência Brasília

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário