Lula aponta o golpismo da elite brasileira

0

Em trecho inédito de entrevista concedida por Lula aos organizadores do livro “A Verdade Vencerá”, publicado pela editora Boitempo, o ex-presidente relembra a história golpista do Brasil e afirma que, com ele na disputa, vão ter que ganhar na rua. “A elite brasileira levou um presidente a dar um tiro no coração, por denúncia. A elite brasileira não queria que o Juscelino concorresse, não queria que o Juscelino tomasse posse, tentaram dar três golpes no Juscelino e depois deram um golpe para não deixar ele ser candidato à reeleição em 1965”. Leia, abaixo, o boletim da resistência e confira o vídeo:

Boletim 152 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 20/7/2018 – 20h00

1. A Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores aprovou por unanimidade, nesta sexta-feira (20), os cinco eixos temáticos e as ideias-força do “Plano Lula de Governo 2018 – Brasil Feliz de Novo”, na sede do partido em São Paulo. Os eixos centrais são sustentados pela experiência e legado dos dois governos de Lula – defesa da democracia, garantia de direitos, inserção do povo no Orçamento da União. Porém, nesse novo momento, apresentam avanços nas propostas. Saiba mais: http://www.pt.org.br/baixe-os-cinco-eixos-tematicos-do-plano-lula-de-governo-2018/

2. Em trecho inédito de entrevista concedida por Lula aos organizadores do livro “A Verdade Vencerá”, publicado pela editora Boitempo, o ex-presidente relembra a história golpista do Brasil e afirma que, com ele na disputa, vão ter que ganhar na rua. “A elite brasileira levou um presidente a dar um tiro no coração, por denúncia. A elite brasileira não queria que o Juscelino concorresse, não queria que o Juscelino tomasse posse, tentaram dar três golpes no Juscelino e depois deram um golpe para não deixar ele ser candidato à reeleição em 1965”. Confira o vídeo na íntegra:

3. O ex-prefeito Fernando Haddad visitou nesta sexta (20) o ex-presidente Lula e concedeu coletiva de imprensa na saída da visita. Ele falou sobre o Plano Lula de Governo e reafirmou o objetivo do programa de desfazer os retrocessos do golpe. “[O plano] vai ser à altura da crise que eles criaram no país”, disse Haddad. http://www.pt.org.br/e-o-projeto-temer-contra-o-nosso-representado-por-lula-diz-haddad/

4. A história de resistência de Lula é a referência para inspirar a mobilização democrática em Curitiba, que se renova nesse 105º dia de mobilização. A afirmação é de Carlito Merss, ex-deputado federal e ex-prefeito de Joinville (SC), que passou boa parte do dia na Vigília Lula Livre. “Pela antiga lógica desse país, Lula deveria ter morrido de fome e sede no Nordeste. Mas resistiu, graças a uma mulher guerreira, a mãe dele, dona Lindu, que não teve medo, colocou a criançada dentro de um caminhão e 13 dias depois chegaram em São Paulo”, lembra o catarinense. Leia mais: http://www.pt.org.br/resistencia-de-lula-e-inspiracao-para-manter-forte-a-vigilia-em-curitiba/

5. Nesta sexta, a representante da Federação Internacional de Brasileiros Contra o Golpe, que agrega coletivos democratas mundo afora, Marcia Sarquis, que vive no México, também esteve na Vigília. “É emocionante estar aqui. Mesmo morando fora, somos brasileiros e a gente se afeta muito com o que acontece aqui”, relatou. Durante a tarde ocorreu roda de conversa coordenada por Ana Carolina Dartora, da APP-Sindicato, que representa os trabalhadores da educação pública estadual no Paraná. No final da tarde, os militantes da Vigília participaram de uma oficina de teatro com o professor Revero de Paula Ribeiro, do coletivo de Cultura do MST.

Boletim 152 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 20/7/2018 – 20h00

Por: Brasil 247

Compartilhe este artigo.

Sobre o autor

Deixe seu comentário